sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A minha alma está parva!




Ontem decidi ir ver ao vivo e a cores todas as relíquias da nossa querida Zara. E na medida do possível, trazer aquelas coisinhas que amava ter em casa.

Já estava eu a imaginar-me a gastar uma pipa de massa na Zara e a vir carregadinha que nem uma abelha com todas aquelas relíquias...

E não é que saí de lá sem nada. É isso mesmo, leram bem. Nada mesmo! Nem um parzinho de meias. Ao contrário do que tenho lido por aí no mundo blogosférico, eu não achei tudo o máximo. Pelo contrário, várias coisas que meti aqui no blogue que gostaria de ter, ao vivo, não achei que eram assim tão giras.

Não sei se é por andar com pouca inspiração. Ou se decobri o truque de "como entrar numa loja e sair de lá sem gastar um tostão", já que qualquer coisa que achava mais gira inventava sempre um defeito, tipo "é gira mas só vou andar com isto no Verão, agora é impossível com tanto frio, é dinheiro empatado", "é gira mas a qualidade do tecido é má  e o preço é alto demais para tão pouca qualidade", "é gira mas é daquelas modas que passam depressa e depois fico com isto no armário a ocupar espaço", "é gira mas não me estou a ver a usar isto, logo é dinheiro desperdiçado". Enfim, uma série de desculpas que arranjei para deixar lá ficar tudo.

Quem agradeceu foi a minha carteira. Saí de lá mais feliz do que pensava. Afinal, não tinha nada de extraordinário. E não fiquei com pena de deixar nada para trás. Perfeito!

2 comentários:

  1. as vezes tb me acontece isso, qd vou decidida a comprar é qd n compro nada!

    ResponderEliminar